Conrado Paulino - Curso Harmonia Funcional Moderna - vagas limitadas

Conrado Paulino - Curso Harmonia Funcional Moderna - vagas limitadas

R$ 510,00Preço
  • Descrição do curso

    Este curso se destina a músicos e estudantes (diversos instrumentos). Todas as aulas incluem exercícios de análise, percepção e aplicação prática. Garantimos material didático e o aluno pode participar do grupo de estudo no Telegram. O certificado é emitido pelo Acervo Violão Brasileiro.

     

    PROGRAMA - TÓPICOS PRINCIPAIS

     

    AULA 1
    REVISÃO GERAL: escalas maiores e menores, armadura de clave, tonalidades relativas, homônimas e enarmônicas, intervalos, tríades maiores e menores, tipos de cifrado.  

    ABORDAGEM VERTICAL  I  (Tríades): construção, distribuição, inversões, aberturas (voicings), encadeamento das vozes (voice leading) e tipos de cifrado - Abertura x Drop. Construção, inversões e aberturas das tríades aumentadas, diminutas e com 4ª suspensa.

     

    ABORDAGEM VERTICAL II (Tétrades): construção, distribuição, inversões, aberturas (voicings sobre acordes X7, Xm7 e XMaj7). Encadeamento das vozes (voice leading) e tipos de cifrado - Abertura x Drop.


    ABORDAGEM HORIZONTAL I: revisão de Construção de Campo Harmônico Jônico. Função dos acordes do campo harmônico. Progressões básicas, trítono, cadência dominante, resolução das vozes.


    PERCEPÇÃO DE TONALIDADE: exercícios práticos para localizar auditivamente o centro tonal. Idem para as modulações.

     

    OBS: A abordagem vertical diz respeito à formação dos acordes e às distribuições possíveis das suas vozes (voicings). A abordagem horizontal se refere à combinação dos acordes entre si e suas regras, tanto do ponto de vista da função harmônica como da condução das vozes (voice leading).

     

    AULA 2

    ABORDAGEM VERTICAL III: os 11 tipos possíveis de X7, 10 tipos de X7(9) e acordes X7(13), Xm7(13), X7(#11) e Xm7(11) (supressão da quinta).

     

    ABORDAGEM VERTICAL IV:  regras de ornamentação de acordes (uso dos “complementos” ou “graus altos”).


    ABORDAGEM HORIZONTAL I (continuação) funções, substituições, ciclos e progressões mais frequentes, visão vertical (voicings) e horizontal (voice leading)

    ABORDAGEM HORIZONTAL II: encadeamento das vozes das tétrades fechadas e abertas sobre as progressões I7 / IV7, Im7 / IVm7 , IMaj7 / IVMaj7, V7 / IMaj7, V7 / Im7,  II_V IMaj7 e outras.

     

    ABORDAGEM HORIZONTAL III: introdução à Análise Harmônica (por graus e por função). Audição de músicas selecionadas com as progressões V7>I; I, IV; II, V7, I, etc.


    ANÁLISE HARMÔNICA I: músicas utilizando campos harmônicos com e sem modulações

     

    REARMONIZAÇÃO NÍVEL I
     

    AULA 3

    DOMINANTES SECUNDÁRIOS: exercícios teóricos, práticos e de percepção. Encadeamento das vozes na progressão I / V / II / V / III / V / IV / V / V / V / VI / V / I /.

     

    EXTENSÃO DOS DOMINANTES: secundários (II_V /IIm7(b5) V). Progressões II_V> I, II_V> II, IIm7(b5) _ II, idem com o III, IV, V e VI.

     

    SUBSTITUIÇÃO DO V7 secundário: extensões utilizando o V7 e seus substitutos.


    EXERCÍCIOS PRÁTICOS E TÉCNICAS DE MEMORIZAÇÃO: para perceber auditivamente os dominantes secundários. Pesquisa de músicas cujo segundo acorde é um dominante secundário.

     

    AULA 4
    DOMINANTES SECUNDÁRIOS (continuação): substitutos dos dominantes e uso do II correlato.

     

    REARMONIZAÇÃO NÍVEL II


    ANÁLISE HARMÔNICA II: músicas utilizando campo harmônico maior jônico, modulações, dominantes secundários e suas extensões.

     

    AUDIÇÃO DE MÚSICAS SELECIONADAS com as progressões V7>II, V7>III , etc., (dominantes secundários e suas extensões)

     

    OS CINCO PRINCÍPIOS DE HARMONIA MODERNA (parte I): (V> I ; V> V ; II_ V> I ; V> II).  Análise, aplicação prática.


    AULA 5

    OS CINCO PRINCÍPIOS DE HARMONIA MODERNA (parte II): (V> I ; V> V ; II_ V> I; V> II),  análise e aplicação prática.

     

    TABELA DOS CINCO PRINCÍPIOS (II_V> II e II_V> V , seus sub-quintos e suas extensões).

     

    USO DE COLCHETE E SETA SÓLIDA E PONTILHADA. Encadeamento das progressões II___V> I, II_ _ _SubV - - > I , II_ _ _V - - > I e II___SubV - - > I
     

    INTRODUÇÃO À TABELA DAS 4 FUNÇÕES: cadência dominante, subdominante maior, subdominante menor; acordes de função tônica.


    ANÁLISE HARMÔNICA II (continuação)

     

    REARMONIZAÇÃO NÍVEL III (aplicando os cinco princípios da harmonia moderna)

    Tabela das 4 funções e os 33 acordes possíveis que representam as cadências (parte I: subdominante maior e subdominante menor)
    Encadeamento de cada grau com o IMaj7.

    Tensões, substituições e extensões. Processo de “diatonização” das escalas, de inside a outside.


    AULA 6
    TABELA DAS 4 FUNÇÕES E OS 33 ACORDES POSSÍVEIS QUE REPRESENTAM AS CADÊNCIAS (parte II: dominantes, retardos, acordes de passagem)

    Encadeamento de cada grau com o IMaj7.

    Tensões, substituições e extensões. Processo de “diatonização” das escalas, de inside a outside. Tabela das escalas maiores, menores e dominantes contidas nos acordes das 4 funções.

    Teoria Escala-Acorde. Aplicação prática. Exercícios de escolha das escalas e das tensões segundo o grau do acorde e sua função harmônica.

     

    ANÁLISE HARMÔNICA III - músicas selecionadas. Análise por grau e função harmônica. Análise e escolha das escalas segundo a função.


    BÔNUS: Diferenças entre progressões baseadas nos 5 princípios de harmonia moderna: (V/ V ou V/ II) - (ex.: Ivan Lins) e as baseadas na Tabela das 4 funções, suas substituições e extensões (ex.: Jobim).

  • Perfil de Conrado Paulino

    O violonista, compositor e arranjador Conrado Paulino é um dos mais renomados professores de harmonia e improvisação da América Latina. Autor de cinco métodos sobre os temas, ele realiza cursos nos principais festivais de música e universidades do Brasil, Argentina e Uruguai. Tem entre seus ex-alunos compositores como Chico César e Eduardo Gudin e os instrumentistas Nuno Mindelis, Camilo Carrara e Paola Pichersky.

     

    Como violonista, Conrado acompanhou artistas como Rosa Passos, Johnny Alf, Leny Andrade, Claudette Soares e Alaíde Costa. Como instrumentista, tocou com Zimbo Trio, Paulinho Nogueira, Heraldo do Monte, Roberto Menescal, Marco Pereira, Filó Machado e muitos outros. Apresentou-se também com músicos estrangeiros, como os norte-americanos Colin Bailey, Phil de Greg, John Stowell, Todd Isler, Dave Pietro, Harvey Winnapel e Mark Isbell (com quem gravou um CD, lançado em USA em março de 2016, atuando como violonista, compositor e arranjador).

     

    Também atuou com Jan de Haas, Anne Wolf e Henri Griendl (Belgica); Anna Luna e Jaume Vilaseca (Espanha) e com instrumentistas de destaque no cenário jazzístico latino-americano como Diego Schissi, Quique Sinesi, Daniel Maza, Alejandro Demogli, Alan Plachta, Oscar Giunta e Popo Romano.

     

    Sua obra gravada inclui “Conrado Paulino Quarteto” (2005), “Wrong Way” (2010) e “Quatro Climas” (2015). O mais recente CD “A Canção Brasileira” lançado em 2018, traz um refinado jazz brasileiro, em recriações especais de Tom Jobim, Edu Lobo, Chico Buarque, Ivan Lins e Djavan, além de temas de sua autoria. Os ricos encadeamentos harmônicos e improvisações virtuosísticas dão o tom descontraído e intimista de Conrado, em arranjos originais.